0

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Pará indeferiu neste sábado, 15, as candidaturas ao Senado Federal do ex-senador Mário Couto (PP), e do atual deputado federal Wladimir Costa (Solidariedade).Com a decisão do TRE, os dois candidatos terão os nomes retirados das urnas de votação e ficam ficam impedidos de realizar atos de campanha, propaganda eleitoral e utilizar recursos públicos do fundo partidário para campanha.

Tanto Mario Coito como Wladimir Costa já anunciaram que recorrerão da decisão ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e denunciaram que juízes do Tribunal Eleitoral do Pará estão a serviço do senador Jader Barbalho (MDB) e de seu filho, Helder Barbalho (MDB), candidato ao governo.

A exclusão dos nomes de Mario Couto e Wladimir Costa da disputa eleitoral, em tese facilita a reeleição de Jader Barbalho ao Senado.

Com a palavra, o excluído Mario Couto:

“A divulgação de “matérias jornalísticas” dizendo que estou impugnado, na verdade, não passa de uma tentativa vil de me tirar do jogo, sem antes o TSE julgar o meu recurso, o qual levarei pessoalmente à Brasília na próxima segunda-feira. Não vamos mais recorrer ao TRE, pois aqui a justiça já provou que é parcial e obedece ao Jader Barbalho. E esperem para ver: Quando o TSE julgar o meu recurso e manter a minha candidatura, vocês sabem quem cai? Respondo: Jader Barbalho e Zequinha Marinho.”

Ronaldo Brasiliense
Ronaldo Brasiliense é o repórter mais premiado da Amazônia nos últimos trinta anos. Conquistou os maiores prêmios da imprensa brasileira em uma carreira marcada por reportagens denunciando a corrupção, a malversação do dinheiro público, em defesa da democracia, dos direitos humanos, da preservação do meio ambiente e da cultura dos povos da floresta. Atualmente, Ronaldo Brasiliense é presidente da Academia Artística e Literária de Óbidos (AALO) e da Associação Cultural Obidense (ACOB), que administra o Museu Integrado de Óbidos e promove anualmente o Festival do Jaraqui, além de executar obras com o apoio da sociedade civil obidense e do poder público municipal, como a atual revitalização do histórico Forte Pauxis, marco de fundação da cidade de Óbidos.

Helder Barbalho apela para a baixaria

Anterior

Todos os presos do PT

Seguinte

Pode ser do seu interesse

Comentário

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *