0

Apesar de ver sua vantagem diminuir em 40 pontos para o 2º colocado, jornalista Ronaldo Brasiliense, o criador e diretor do Jornal Pessoal, Lúcio Flávio Pinto, continua na liderança no Ranking dos Mais Premiados Jornalistas da Região Norte, em todos os tempos. Com 315 pontos, Lúcio Flavio Pinto foi vencedor, entre outros, de dois Prêmio Esso e um CPJ. Ele manteve a posição obtida desde a primeira edição deste ranking, em 2011. O Ranking é elaborado anualmente pelo Portal dos Jornalistas do Brasil, com sede em São Paulo.

Na vice-liderança no Ranking Nacional, agora com 245 pontos, aparece o repórter Ronaldo Brasiliense, que atuou por muitos anos como chefe da sucursal da Veja na Amazônia e atuou como repórter especial em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília na revista ISTOÉ e nos jornais O Globo, Jornal do Brasil, O Estado de São Paulo e Correio Braziliense. Brasiliense; que fundou e dirigiu o jornal O Paraense e a Revista Pará em Foco, atualmente é colunista político do jornal O Liberal, de Belém do Pará.

Paraense, atualmente residindo em Óbidos, no oeste do Pará, Ronaldo Brasiliense foi o único jornalista da Região Norte na história a ganhar duas vezes o Prêmio Esso, além do Prêmio Petrobras, do Prêmio Embratel e duas vezes o Prêmio AMB de Jornalismo, da Associação dos Magistrados Brasileiros, entre os mais importantes da imprensa brasileira.

Já na terceira colocação teve novidades em relação ao ano passado: o amazonense Orlando Pedrosa Lima Júnior subiu uma posição e completa o pódio, com 177,5 pontos. Logo em seguida aparecem Celso Freire, com 170 pontos, na 4ª posição, e, empatados em 5º lugar, com 150 pontos, estão Manoel Dutra e Ulisses Campbell. Em 7º lugar ficou Ismael Soares Machado, com 130 pontos, seguido por Luiz Maklouf Carvalho (125), Mario Adolfo Aryce de Castro (120) e Alberto Cesar de Souza Araújo (110). Veja quem são os 50 +Premiados Jornalistas da História na Região Norte. A tabela completa pode ser conferida no Portal dos Jornalistas.

Veja matéria completa aqui

Apesar de Helder anunciar Força Nacional para março, Moro diz que não há prazo

Anterior

Associação de PMs cobra providências de Helder Barbalho

Seguinte

Pode ser do seu interesse

Comentário

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais de Notícias