0

A Auditoria Geral do Estado poderá gastar até R$ 258 mil em um ano com “gravações externas com transcrições de textos/clipagem eletrônica”. Há muitas empresas que prestam esse serviço em Belém. Mesmo assim, o órgão deixou de promover a devida concorrência pública. Declarou a inexigibilidade de licitação e contratou diretamente a firma I. K. Barros, estabelecida na avenida Duque de Caxias, 1133, no bairro do Marco, sem citar o nome do responsável no ato, assinado pelo auditor geral Ilton Giussepp Stival Mendes da Rocha Lopes da Silva.

A empresa é de propriedade do famoso DJ das rádios do grupo RBA, Kleber Barros, amigo de Jáder Barbalho Filho, o primeiro irmão do governador Hélder Barbalho (MDB).

Jáder Filho é o, digamos assim, “padrinho” do Giusepp Mendes, o poderoso chefão da AGE , que acusa a todos e , agora , quer até mandar prender, mesmo sem poder de polícia.

Ronaldo Brasiliense
Ronaldo Brasiliense é o repórter mais premiado da Amazônia nos últimos trinta anos. Conquistou os maiores prêmios da imprensa brasileira em uma carreira marcada por reportagens denunciando a corrupção, a malversação do dinheiro público, em defesa da democracia, dos direitos humanos, da preservação do meio ambiente e da cultura dos povos da floresta. Atualmente, Ronaldo Brasiliense é presidente da Academia Artística e Literária de Óbidos (AALO) e da Associação Cultural Obidense (ACOB), que administra o Museu Integrado de Óbidos e promove anualmente o Festival do Jaraqui, além de executar obras com o apoio da sociedade civil obidense e do poder público municipal, como a atual revitalização do histórico Forte Pauxis, marco de fundação da cidade de Óbidos.

Zenaldo entrega residencial Portal do Tenoné

Anterior

Assassinado o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Rio Maria

Seguinte

Pode ser do seu interesse

Comentário

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais de Pará