0

O Ibope inflou em 7% o índice de Helder Barbalho (MDB) no primeiro turno das eleições no Pará e surrupiou 5% do índice de Marcio Miranda(DEM).

O candidato do presidente Michel Temer, Helder Barbalho, teria 54% e venceria a eleição já no primeiro turno, mas teve R$ 47%.

Já o candidato Marcio Miranda teria, segundo o Ibope, apenas 25%, mas obteve nas urnas mais de 30%.

Então, se na pesquisa de amanhã o Ibope der, por exemplo, 56% para Helder e 44% para Márcio Miranda, significa que, repetidos os erros, Helder terá 49% e Miranda ficará com os mesmos 49% de seu adversário investigado na Lava Jato.

A eleição no Para, então, será decidida por margem mínima.

Com um detalhe relevante: Marcio Miranda vem apresentando um crescimento constante desde o início da campanha – saiu de 2% para 40% – enquanto Helder Barbalho vem em queda livre desde que ganhou o apoio do senador Paulo Rocha, do PT, o que levou os eleitores de Bolsonaro para a candidatura de Marcio Miranda.

Que o voto soberano do eleitor paraense decida com sabedoria, no domingo, o destino de nosso Estado.

Ronaldo Brasiliense
Ronaldo Brasiliense é o repórter mais premiado da Amazônia nos últimos trinta anos. Conquistou os maiores prêmios da imprensa brasileira em uma carreira marcada por reportagens denunciando a corrupção, a malversação do dinheiro público, em defesa da democracia, dos direitos humanos, da preservação do meio ambiente e da cultura dos povos da floresta. Atualmente, Ronaldo Brasiliense é presidente da Academia Artística e Literária de Óbidos (AALO) e da Associação Cultural Obidense (ACOB), que administra o Museu Integrado de Óbidos e promove anualmente o Festival do Jaraqui, além de executar obras com o apoio da sociedade civil obidense e do poder público municipal, como a atual revitalização do histórico Forte Pauxis, marco de fundação da cidade de Óbidos.

Helder Barbalho tenta tirar do ar aplicativo que mostra sua ficha corrida

Anterior

Zenaldo diz que Helder é ‘bonitinho, mas ordinário’

Seguinte

Pode ser do seu interesse

Comentário

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *