0
Depois de ser vaiado pelos funcionários do hospital regional de Tucuruí e pela população de Itaituba na inauguração de 30 por cento das instalações do hospital regional do Tapajós, o governador Helder Barbalho (MDB) se prepara para novos apuros, desta vez em Altamira, na Transamazônica, sudeste paraense.
A inauguração do hospital de Altamira transformou-se em novela mexicana, um dramalhão sem fim. Helder Barbalho firmou convênio com o prefeito Domingos Juvenil, seu velho aliado, mas já se passaram dois meses e o hospital de campanha não sai do papel, sem os equipamentos necessários para que possa receber os pacientes Infectados pelo novo coronavirus em Altamira e de outros cinco municípios do Vale do Xingu.
Enquanto o hospital não funciona e o sistema hospitalar de Altamira entra em colapso, multiplicam-se os casos da Covid 19 na região, e os óbitos.
Por essas e outras – e pelo conjunto da obra – Helder Barbalho corre o sério risco de levar uma nova vaia em inauguração de hospital de campanha, desta vez em Altamira.
A conferir.
Ronaldo Brasiliense
Ronaldo Brasiliense é o repórter mais premiado da Amazônia nos últimos trinta anos. Conquistou os maiores prêmios da imprensa brasileira em uma carreira marcada por reportagens denunciando a corrupção, a malversação do dinheiro público, em defesa da democracia, dos direitos humanos, da preservação do meio ambiente e da cultura dos povos da floresta. Atualmente, Ronaldo Brasiliense é presidente da Academia Artística e Literária de Óbidos (AALO) e da Associação Cultural Obidense (ACOB), que administra o Museu Integrado de Óbidos e promove anualmente o Festival do Jaraqui, além de executar obras com o apoio da sociedade civil obidense e do poder público municipal, como a atual revitalização do histórico Forte Pauxis, marco de fundação da cidade de Óbidos.

Delegado-geral vira réu em ação do Ministério Público

Anterior

Contrato superfaturado das ambulâncias volta à pauta

Seguinte

Pode ser do seu interesse

Comentário

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais de Pará