0

Arrochando os 105 mil servidores públicos do Pará com seu “Pacote de Maldades”, o governador Helder Barbalho prevê uma economia de R$ 8 bilhões, nos próximos 10 anos.

O arrocho no servidor vai aumentar a capacidade de investimento do Estado, mas às custas do sacrifício de milhares de funcionários públicos, que, na prática – com a elevação da contribuição previdenciária de 11 para 14 por cento, terão redução de seus salários.

Em pior situação ficarão os milhares de professores da rede pública, que além de não receberem o pagamento do piso nacional prometido por Helder Barbalho em campanha, ainda terão redução de salário com o aumento da contribuição previdenciária.

Caso semelhante ao dos milhares de policiais civis, que não receberam em 2019 a reposição salarial que Helder Barbalho também prometeu pagar na campanha eleitoral do ano passado.

Helder Barbalho não tem nada a festejar – nem uma grande obra em seu melancólico primeiro ano de mandato, que chega ao fim com sua popularidade no fundo do poço.

Na memória do povo paraense, de 2019 ficarão a chacina de 11 pessoas no Bar da Wanda, em Belém, o massacre de 62 presos em Altamira – com 16 deles degolados – e os tiros, bombas e spray de pimenta no espancamento de servidores públicos que protestavam na Assembleia Legislativa contra seu draconiano “Pacote de Maldades”.

Feliz Natal, povo do Pará!

Ronaldo Brasiliense
Ronaldo Brasiliense é o repórter mais premiado da Amazônia nos últimos trinta anos. Conquistou os maiores prêmios da imprensa brasileira em uma carreira marcada por reportagens denunciando a corrupção, a malversação do dinheiro público, em defesa da democracia, dos direitos humanos, da preservação do meio ambiente e da cultura dos povos da floresta. Atualmente, Ronaldo Brasiliense é presidente da Academia Artística e Literária de Óbidos (AALO) e da Associação Cultural Obidense (ACOB), que administra o Museu Integrado de Óbidos e promove anualmente o Festival do Jaraqui, além de executar obras com o apoio da sociedade civil obidense e do poder público municipal, como a atual revitalização do histórico Forte Pauxis, marco de fundação da cidade de Óbidos.

Helder inaugura a barbárie em seu governo

Anterior

Helder Barbárie, Pinóquio papa-chibé

Seguinte

Pode ser do seu interesse

Comentário

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais de Pará