0

O governador Helder Barbalho (MDB) levou na terça-feira, 06, o honestíssimo pai, senador Jader Barbalho (MDB), a tiracolo na reinauguração do tradicional Colégio Estadual Paes de Carvalho, o meu eterno CEPC, em Belém, que estava em obras há quase dois anos, mas foi devolvido à população pelo atual governador como se fosse obra de sua administração. A reforma e ampliação do prédio do Colégio Estadual Paes de Carvalho custou R$ 2,5 milhões. Jader é ex-aluno do CEPC.

Para colocar placas nas obras dos outros o Helder Barbalho é craque. Age como o Chupim, pássaro negro que coloca seus ovos para chocar no ninho de outros pássaros. Senão, vejamos: em sete meses de administrador, o caçulinha da deputada Elcione já inaugurou mais de dez escolas, meia dúzia de agências do Banco do Estado do Pará, unidades básicas de saúde, delegacias de polícia e rodovias asfaltadas. Isto, sem ter realizado uma única licitação.

Mas a jóia da coroa, a azeitona da empada, a última Coca-Cola do deserto ainda está por vir: neste segundo semestre, Helder Barbalho pretende inaugurar com pompa e circunstância, descerrando a placa, com banda de música e tapete vermelho, do hospital Abelardo Santos, no distrito de Icoaraci, com oito andares e 269 leitos – o maior do Pará – como se fosse obra sua.

Coube à desembargadora plantonista Vania Fortes Bitar suspender a inauguração do hospital Abelardo ao final de dezembro de 2018 atendendo representação de partido político aliado do então governador eleito Helder Barbalho, até que seja feita uma inspeção judicial que vai averiguar as condições das obras e de funcionamento operacional e técnico do Hospital Abelardo Santos.

Já como governador, Helder visitou o Hospital Regional Abelardo Santos em janeiro e anunciou que as obras estariam concluídas no mês de abril. ‘Se não houver outros problemas daqui para frente, a previsão da Secretaria de Obras é que a inauguração do novo hospital ocorra no próximo mês de abril”, afirmou, em entrevista exclusiva ao jornal de sua família, o Diário do Pará.

Já estamos em agosto e até hoje o hospital Abelardo Santos ainda não foi entregue à população.

O chupim em ação. Por todo o Pará

BANPARÁ EM ÓBIDOS

Em Óbidos, no oeste do Pará, Helder Barbalho inaugurou em maio uma agência do Banco do Estado do Pará (Banpará), a sétima em cinco meses de mandato, segundo ele. O governador ressaltou em Óbidos que a meta é ampliar o serviço do banco. “Já estamos com 102 municípios com sede do Banpará, e minha meta é estar nos 144 até o fim do mandato, prometeu. A agência do Banpará em Óbidos já estava em funcionamento desde março de 2019.

ESCOLA EM BRAGANÇA

O governador Helder Barbalho inaugurou no dia 15 de fevereiro, 45 dias após ser empossado, uma escola no município de Bragança, nordeste paraense, na comunidade do Acarajozinho, a oito quilômetros do centro da cidade. A escola estava em reforma desde 2012. Helder na ocasião prometeu revitalizar a educação do Estado, anunciou que as negociações para o aumento do salário e pagamento do piso nacional dos professores públicos já estão avançando e prometeu investimentos para o município.

A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Domingas da Costa Sousa ganhou um novo prédio. Em 2018, o colégio frequentado por moradores das comunidades de Acarajozinho, Acarajó, Bacuriteua e Acarpará encerrou o ano letivo atendendo 494 alunos.

DELEGACIA EM OEIRAS

Helder Barbalho inaugurou na manhã de um sábado, 25 de maio, no município de Oeiras do Pará, região do Baixo Tocantins, a nova delegacia de Polícia Civil do município. Com investimentos de mais de R$ 1,4 milhão, a estrutura foi construída e aparelhada pelo governo de Simão Jatene e vai substituir um prédio antigo, datado de 1940.

Ronaldo Brasiliense
Ronaldo Brasiliense é o repórter mais premiado da Amazônia nos últimos trinta anos. Conquistou os maiores prêmios da imprensa brasileira em uma carreira marcada por reportagens denunciando a corrupção, a malversação do dinheiro público, em defesa da democracia, dos direitos humanos, da preservação do meio ambiente e da cultura dos povos da floresta. Atualmente, Ronaldo Brasiliense é presidente da Academia Artística e Literária de Óbidos (AALO) e da Associação Cultural Obidense (ACOB), que administra o Museu Integrado de Óbidos e promove anualmente o Festival do Jaraqui, além de executar obras com o apoio da sociedade civil obidense e do poder público municipal, como a atual revitalização do histórico Forte Pauxis, marco de fundação da cidade de Óbidos.

Desmatamentos na Amazônia cresceram 278 por cento em julho

Anterior

Juíza esquece na gaveta ação contra Helder Barbalho

Seguinte

Pode ser do seu interesse

Comentário

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais de Pará