0

Jornalistas paraenses foram convidados para uma reunião-almoço com o governador Helder Barbalho, nesta quinta-feira, 7, no Palácio do Governo. Na ocasião, os profissionais tiveram seus celulares confiscados pela assessoria do governador.

Segundo relatos de um jornalista, antes de entrar no salão, a assessoria do governador solicitou que todos entregassem os celulares, alegando ser “uma norma dos ministérios de Brasília”. Alguns não aceitaram o confisco, visto que “para jornalista, celular é um instrumento de trabalho”.

O governador Helder Barbalho alegou aos que se recusaram que a medida era uma norma e deveria ser cumprida. Alguns decidiram se retirar do local, mas, após um diálogo com a presença da secretária de Comunicação, Vera Oliveira, optaram por desligar os celulares em vez de entregar à equipe.

A reunião teve o objetivo de aproximar a imprensa do governo do Estado, discutir sobre a diminuição dos índices de criminalidade no primeiro mês de comando e a situação econômica do Pará. Uma fonte que participou da reunião contou ao portal Roma News que Helder Barbalho questionou as manchetes do portal de notícias G1 Pará acerca das manchetes negativas sobre o governo, “o que constrangeu o jornalista da empresa que estava no salão”.

Além dos jornalistas, estiveram presentes no encontro o vice-governador Lúcio Vale e sua esposa, o secretário de Estado de Segurança Pública, Ualame Machado, o secretário de Cidadania, Ricardo Balestreri, o secretário extraordinário para assuntos penitenciários, Jarbas Vasconcelos, o delegado-geral Alberto Teixeira e a primeira-dama Daniela Barbalho.

Por Roma News

Helder Barbalho vai reduzir salário de funcionário público

Anterior

Pará fica sem ferrovias

Seguinte

Pode ser do seu interesse

Comentário

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais de Pará