0
Juíza do TRE tenta esconder Helder Barbalho na Lava Jato

A juíza Luzimara Carvalho pediu vistas, hoje, 20, em sessão do Tribunal Regional Eleitoral, durante julgamento do inquérito 4.449, envolvendo o candidato do MDB ao governo do Pará, Helder Barbalho, nos rolos investigados pela Operação Lava Jato.

O inquérito 4.449 investiga o pagamento de uma propina de um milhão e meio de reais pela Odebrecht ao então candidato vai governo do Pará em 2014, Helder Barbalho. A decisão da juíza Luzimara, que seria uma das apadrinhadas dia Barbalhos no TRE, segundo denunciaram o deputado federal Wladimir Costa e Solange Couto, mulher do ex-senador Mário Couto – na prática transfere o julgamento do caso para depois das eleições.

No inquérito, que tramitava no Supremo Tribunal Federal (STF) a Procuradoria Geral da República consignou que, em setembro de 2014, os investigados Helder Barbalho (MDB) e Paulo Rocha (PT) teriam solicitado contribuição de R$ 1,5 milhão ao representante da Odebrecht, o então diretor-presidente Fernando Reis, e ao diretor-superintendente da Odebrecht Ambiental, Mário Amaro da Silveira.

Segundo a PGR, configurou-se no encontro realizado em hotel de São Paulo, com a presença de Helder Barbalho, “doações não contabilizadas” para a campanha eleitoral de Helder, que em 2014 concorreu ao governo do Pará.

Helder Barbalho chegou a pedir R$ 30 milhões para bancar a sua campanha. Mas, segundo denunciou Fernando Reis, em delação premiada homologada pelo Supremo Tribunal Federal, Helder Barbalho recebeu R$ 1,5 milhão, de caixa dois, em três parcelas de R$ 500 mil.

BELÉM REJEITA BARBALHO

Nunca, em mais de 50 anos de política, alguém da família Barbalho chegou ao poder em Belém, a capital do Pará, pelo voto soberano do eleitor.

Desde que Jader Barbalho elegeu-se vereador em Belém, na década de 60 do século passado, até os dias atuais, por duas vezes membros da família Barbalho tentaram se eleger prefeito de Belém e levaram o farelo.

Primeiro com Elcione Barbalho (PMDB), que disputou a eleição em 1996 e foi derrotada nas urnas. Foi eleito o professor Edmilson Rodrigues, à época no PT, hoje deputado federal pelo PSOL.

Primo de Jáder Barbalho, o deputado José Priante (PMDB) tentou a sorte em Belém em 2008, conseguiu chegar ao segundo turno, mas perdeu para Duciomar Costa (PTB). De lá para cá, os Barbalhos lançaram candidatos laranjas e se deram mal.

Diário esconde a goleada de Jatene

Cantei a pedra: o Diário do Pará, jornal de campanha dos Barbalho, não deu uma linha sobre a vitória mais que germânica – 12 a 1 – que Simão Jatene obteve na corte especial do STJ no Caso Cerpasa.

O jornaleco perdeu a sua mais manjada manchete dos últimos 14 anos.

Vão ter que inventar outra.

MADEIRA

Cara de pau tem o Helder Barbalho, capaz de prometer na TV concluir a avenida João Paulo II, em Belém, que já vai ser inaugurada pelo governador Jatene.

Os caras do Kit Barbalho não pagam os bandeirantes e atacam com baldes de fel quem crítica o calote.

Ora vão se…

Trairagem

Jader e Helder Barbalho barraram a candidatura de Anivaldo Valle ao Senado. Anivaldo é pai de Lúcio Valle, o vice de Helder. Cobra engolindo cobra.

Ronaldo Brasiliense
Ronaldo Brasiliense é o repórter mais premiado da Amazônia nos últimos trinta anos. Conquistou os maiores prêmios da imprensa brasileira em uma carreira marcada por reportagens denunciando a corrupção, a malversação do dinheiro público, em defesa da democracia, dos direitos humanos, da preservação do meio ambiente e da cultura dos povos da floresta. Atualmente, Ronaldo Brasiliense é presidente da Academia Artística e Literária de Óbidos (AALO) e da Associação Cultural Obidense (ACOB), que administra o Museu Integrado de Óbidos e promove anualmente o Festival do Jaraqui, além de executar obras com o apoio da sociedade civil obidense e do poder público municipal, como a atual revitalização do histórico Forte Pauxis, marco de fundação da cidade de Óbidos.

Em programa, Helder Barbalho promete construir obras que já estão prontas

Anterior

Tráfego na nova avenida João Paulo II será liberado no próximo domingo, 23

Seguinte

Pode ser do seu interesse

Comentário

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *